Fábrica da Volkswagen do Brasil em São Carlos comemora 300 mil motores EA211 produzidos e inicia a fabricação do virabrequim

Com nova linha de virabrequim a marca passa a produzir localmente a peça, deixando de importar parte do volume total da Alemanha

Por: Redação

19 de maio 2016

Lançada em meados de 2013, a família EA211 é a mais moderna produzida no Brasil

Propulsores são fabricados nas versões 1.0l, 1.0l TSI, 1,4l TSI e 1.6l e equipam os modelos up!, cross up!, Fox, SpaceFox, Space Cross, Golf, Novo Gol, Novo Voyage, Nova Saveiro e Nova Saveiro Cross

Com o início das atividades da nova linha de virabrequim, a marca deixa de importar parte do volume total da peça de outras fábricas da Alemanha e a produzi-la localmente


Próxima de completar 20 anos de atividades, em outubro desse ano, a fábrica da Volkswagen do Brasil em São Carlos (SP) acaba de alcançar o marco de 300 mil motores da família EA211 produzidos desde seu lançamento, em 2013. O motor que simbolizou a conquista foi o 1.4l TSI, o mais recente integrante da nova geração de motores EA 211, que equipa o Golf. Além do marco produtivo, a Volkswagen em São Carlos também inaugura sua nova linha de usinagem de virabrequim (uma das peças vitais do motor responsável por transformar a energia produzida pela combustão em torque), que faz parte do pacote de investimentos de R$ 460 milhões anunciados em junho de 2015, para serem aplicados na fábrica até 2018.

Produzidos nas versões 1.0l, 1.0l TSI, 1.4l TSI e 1.6l os propulsores da família EA211 equipam os modelos up!, cross up!, Fox, SpaceFox, Space Cross, Golf, Novo Gol, Novo Voyage, Nova Saveiro e Nova Saveiro Cross,  conta com moderna tecnologia e foco em qualidade e sustentabilidade que proporcionam eficiência produtiva, reduções no consumo de recursos naturais e maior eficiência na reciclagem de resíduos.

“A produção da família EA211 em São Carlos trouxe para o consumidor brasileiro o que há de mais moderno e eficiente em termos de motorização no Grupo Volkswagen. A ampliação da oferta de produtos, com a chegada do motor 1.4l TSI, e a implementação da linha de usinagem de virabrequim tornam a operação brasileira ainda mais estratégica para o Grupo”, declara o presidente e CEO da Volkswagen do Brasil, David Powels.

A ampliação de oferta de seus produtos e a implementação da nova linha de usinagem de virabrequim fazem parte dos investimentos de R$ 460 milhões anunciados em junho de 2015, a serem implementados até 2018, com o foco na nova família de motores EA211. Entre 2012 e 2013, a fábrica já havia recebido R$ 425 milhões para o desenvolvimento do novo prédio produtivo, para a instalação de novas linhas para a produção dos motores EA211 e para o aumento de capacidade produtiva dos propulsores EA111, totalizando quase R$ 900 milhões em investimentos na unidade em seis anos.

No final de 2015 a Volkswagen do Brasil anunciou que foi escolhida, dentre todas as operações da marca no mundo, para exportar blocos de motores para a produção de propulsores que equipam os modelos Polo e up! na Europa. Produzidos na fábrica de motores da Volkswagen do Brasil em São Carlos (SP), os blocos são enviados para a fábrica de Chemnitz, na Alemanha. Inicialmente, a parceria se estenderá até 2016 e engloba a exportação do bloco do motor 1.0l de três cilindros da família EA211. A estimativa é de que, no total, sejam despachadas 90 mil unidades até 2016.

“Nos últimos anos, a fábrica de motores de São Carlos tem recebido importantes aportes, que proporcionaram uma intensa evolução em termos de qualidade e tecnologia em nossos processos produtivos. Com esses investimentos, começamos a produzir a nova geração de motores, que tem conquistado os consumidores, e também passamos a ampliar nossas competências com a produção do virabrequim no Brasil e a exportação de blocos de motores para a Alemanha”, disse Andreas Hemmann, gerente executivo da fábrica de São Carlos.

Família EA211

A família EA211 é a mais moderna fabricada pela Volkswagen no Brasil, tanto no que diz respeito ao seu processo de produção, quanto aos mais modernos recursos tecnológicos de que dispõe. O motor é um projeto global e foi desenvolvido segundo critérios de maior eficiência energética e menor consumo de combustível.

Essa geração de motores rendeu à marca prêmios importantes do setor: o EA211 1.0l foi eleito o “Motor do Ano 2014”, por um júri formado por jornalistas especializados e engenheiros. A premiação, uma das mais importantes da indústria automobilística brasileira, é organizada pela revista AutoEsporte, da Editora Globo. Lançado em 2015, o 1.0 TSI Total Flex, foi eleito o “Motor do Ano 2016” na mesma premiação.  O júri, composto por 16 jornalistas especializados e engenheiros convidados pela revista, apontou o novo 1.0 TSI Total Flex como o melhor entre os motores de até 2.000 cm³ de cilindrada.

Virabrequim

A linha de usinagem de virabrequim, que inicialmente irá produzir as peças para serem utilizadas nos motores 1.6l, conta com excelência em tecnologia e utiliza equipamentos com o mesmo conceito das linhas de virabrequim do Grupo Volkswagen no mundo. Com o início da produção no Brasil, a marca deixa de importar parte do volume total de outras fábricas.

Virabrequim, também conhecido como árvore de manivelas é o componente do motor (ao qual são fixados os conjuntos de bielas e pistões) responsável por transformar a energia produzida pela combustão em torque, que é enviado às rodas e movimenta o carro.
Inaugurada em 1996, a fábrica de São Carlos também é responsável pela produção dos propulsores EA111 1.6l que equipam os modelos Gol, Fox, Voyage, SpaceFox e Saveiro. Para o mercado brasileiro, 100% dos motores recebem a tecnologia bicombustível Total Flex. Para o mercado externo são produzidos motores a gasolina.

Ao longo de seus quase 20 anos, a unidade passou por diversas etapas de ampliação, tendo sua área construída atual em 87 mil m², um aumento de mais de 200% desde 1996. Com três prédios produtivos – EA111, EA211 e o de Usinagem e Montagem de Cabeçotes –, a fábrica possui atualmente seis linhas de montagem de motores, quatro linhas de usinagem de blocos, uma linha de usinagem de virabrequim, duas de usinagem de cabeçotes e três de montagem de cabeçotes.