Capítulo 4: Componentes do cabeçote, remoção instalação, desmontagem e montagem

Por: Redação

O cabeçote deste motor é derivado do motor EA111 1.6l do Golf, como já dissemos anteriormente.

Nesta evolução, a eficiência térmica foi ampliada através da taxa de compressão, possível devido ao desenho da câmara de combustão, ao adequado valor de “TUMBLE”, que nada mais é do que o movimento da mistura dentro do cilindro em torno de seu eixo, e também ao sistema de arrefecimento dos pistões por jato de óleo.

Todas estas melhorias permitiram que o desempenho em plena carga fosse melhorado, e também que este motor ofereça redução do consumo de combustível em cargas parciais.
Os dutos de escape do cabeçote, diferentemente do que ocorrem com os de admissão, formam canais convergentes e, sua característica mais importante é a baixa restrição à passagem do gás proveniente da queima.

Fundida em alumínio, a tampa do cabeçote incorpora as capas dos mancais da árvore de comando de válvulas. Dessa forma, o sistema permite que em uma só operação, ocorra a montagem dos mancais e da própria tampa, sendo a usinagem dos mancais realizada com a tampa montada no cabeçote.

Atenção!
• Deve-se sempre substituir as porcas auto-travantes e parafusos submetidos a torque angular.
• Ao se montar um cabeçote, lubrifique todas as superfícies de contato entre os elementos de apoio, e as sedes de válvula, antes da instalação do cabeçote.
• Os calços plásticos fornecidos para proteção das válvulas nas peças originais, só devem ser removidos imediatamente antes da instalação no cabeçote.
• Todas as vezes que for substituído o cabeçote, deve-se obrigatoriamente trocar todo o líquido de arrefecimento.
• Sempre que o cabeçote for removido, utilize a placa de suporte para cabeçotes para mantê-lo livre de acidentes e impactos.

1. Parafuso da polia da árvore de comando das válvulas. Sempre substituído após cada remoção.
Torque: 20Nm mais 90°.
Trave sempre a polia para soltá-lo.

2. Polia da árvore de comando de válvulas. Requer atenção na fixação durante a montagem, pois deve-se atentar para a posição de sincronismo da correia dentada.
3. Parafusos de fixação da cobertura posterior da distribuição mecânica.

Sempre que removido e instalado deve aplicar trava química original D 000 600 A2
4. Cobertura posterior da correia dentada.
5. Tampa do cabeçote. Atente para que não sejam retificadas as superfícies de vedação.

Atenção:
• A tampa e o cabeçote formam um par. A gravação deste par está no lado do coletor de escapamento próximo ao Sensor Hall.
• Sempre remova todos os restos da juntra líquida para motores. No momento da montagem, aplique o vedador líquido original AMV 188 001 02 ou D 154 103 A1.
• No momento da montagem do cabeçote, é importante colocá-lo na vertical, por cima com pinos nos furos do cabeçote.

6. Parafusos do cabeçote do motor. Devem ser substituídos a cada remoção do cabeçote.

Atenção:
Nunca reaproveite estes parafusos. Devido a deformação plástica destes parafusos após o primeiro uso, o torque aplicado não garantirá a retenção do cabeçote.

7. Defletor de óleo. Atente para a posição de montagem
8. Tampa de abastecimento de óleo.
9. Guarnição da tampa de abastecimento de óleo
10. Parafusos de fixação da tampa das válvulas. Substituir sempre que removido.
Torque: 6 Nm + 90°
11. Parafuso do suporte auxiliar dos cabos de ignição
Torque: 10 Nm
12. Suporte dos cabos de ignição
13. Pino guia
14. Balancins com roletes (RSH)

Atenção:
• Examine o mancal de rolamentos quanto a folgas e danificações
• Sempre que for novamente instalado, lubrifique a superfície do rolamento com óleo
• Para instalação, coloque a presilha de retenção no elemento de apoio
• Identificação dos fornecedores:
– INA: gravação 030 na lateral próximo a região esférica
– GTT: gravação S3011 na parte superior próxima a região esférica

Nunca misture as peças dos diferentes fornecedores.
15. Elemento de apoio

Atenção:
• Nunca mude sua posição de trabalho.
• Sempre que for novamente instalado, lubrifique a superfície do rolamento com óleo
• Identificação dos fornecedores:
– INA: gravação “I” na parte inferior do elemento de apoio
– GTT: gravação “GT” na parte inferior do elemento de apoio

Nunca misture as peças dos diferentes fornecedores.
16. Junta de vedação do cabeçote

Atenção:
• A junta original é confeccionada em metal.
• Sempre que removida deve ser substituída.
• Sempre que o cabeçote for removido, deve-se substituir o líquido de arrefecimento

17. Cabeçote

Atenção:
• Não existe tolerância para retíficas na superfície de vedação entre o lado comando de válvulas e o cabeçote.
• Cabeçote e tampa formam um par: a gravação de identificação do par está no lado do coletor de escape próximo ao sensor Hall.
• Os parafusos de fixação devem ser substituídos por peças originais

18. Tubulação
19. Parafuso do tubo
Torque: 25 Nm
20. Árvore de comando das válvulas

Verifique detalhes e tolerâncias nos respectivos capítulos
21. Vedador da árvore comando das válvulas

Atenção:
• Sempre que removido deve ser substituído por uma peça original.
Vedador com mola
• Na instalação da peça nova lubrifique moderadamente o lábio do anel de vedação
Vedador sem mola
• Não é necessário lubrificar o lábio do anel de vedação
• Motores de prefixo CPBA só devem receber o vedador sem mola

Montagem do Cabeçote

Para este trabalho atente que as peças estejam limpas e isentas de impurezas e resíduos de massa vedante para motores no cabeçote.

Não deixe de conferir se as superfícies de vedação do cabeçote e bloco estão limpas e isentas de óleo ou graxa.

Instale o cabeçote sempre com a árvore de comando das válvulas com os cames do cilindro 1 voltados para cima
Na instalação do cabeçote, nunca mantenha os pistões em PMS.

Procedimento

Atenção: Para os balancins e elementos de apoio existem dois fornecedores “INA” e “GTT” e, como já dissemos anteriormente, não podem ser instalados em um mesmo cabeçote.

Coloque os elementos de apoio no cabeçote do motor e os respectivos balancins.

Atente para que os balancins estejam posicionados corretamente nas extremidades das válvulas -1- e que os respectivos elementos de apoio -2- estejam corretamente engatados.

Instale a árvore de comando das válvulas cuidadosamente nos mancais do cabeçote do motor e aplique uma película fina e uniforme de massa vedante para motores na superfície de vedação limpa da tampa do cabeçote.

Atenção: A massa vedante para motores aplicada não deverá ser muito espessa, pois caso contrário, o excesso poderá entrar nos canais de lubrificação ou mancais da árvore de comando das válvulas, causando assim danos ao motor.

Coloque cuidadosamente a tampa do cabeçote na vertical, por cima dos pinos-guia nos furos do cabeçote do motor, conforme setas da imagem abaixo.

Verifique que, tanto a colocação quanto a fixação da tampa do cabeçote sejam realizadas sem interrupções. As superfícies de vedação começam a curar assim que entram em contato entre si. Outro ponto a ser lembrado é que os parafusos do cabeçote devem ser substituídos.

Aperte os parafusos identificados como 1 e 2 da imagem primeiramente, alternadamente com 6Nm de torque. Em seguida, aperte os outros parafusos alternadamente em cruz, com 6Nm de torque. Após todos apertados, finalizar com mais 90° de aperto cada um deles.

Atenção: Depois da instalação da tampa do cabeçote, a massa vedante para motores deverá secar por aproximadamente 30 minutos.

Na sequencia, instale o novo vedador da árvore de comando das válvulas e finalize a instalação na sequência inversa ao que foi feito na desmontagem.

Montagem do cabeçote no motor

Para a montagem do cabeçote no motor, a nova junta do cabeçote original somente deve ser removida da embalagem antes da instalação. Atente para não danificá-la, pois danos podem causar vazamentos.

Limpe cuidadosamente as superfícies de vedação do cabeçote do motor e bloco do motor. Observe atentamente para que esta operação não produza riscos ou estrias longitudinais profundas.

Atente para que os resíduos da limpeza não caiam para dentro das galerias do sistema de lubrificação e arrefecimento ou até mesmo para dentro dos cilindros. Portanto, proteja essas regiões com um pano limpo durante o processo.

Coloque o pistão do cilindro 1 no PMS e gire a árvore de manivelas um pouco no sentido anti-horário. Para centrar o cabeçote no bloco do motor, utilize guias feitas dos próprios parafusos do cabeçote posicionados nos furos traseiros externos dos parafusos do cabeçote do motor conforme setas.

Coloque a nova junta de vedação do cabeçote nos pinos de centragem –A–. A inscrição (número da peça sobressalente) deverá estar voltada para cima.

Atenção: Sempre substitua as porcas auto travantes e parafusos submetidos e torque angular

Coloque o cabeçote do motor e os 8 novos parafusos restantes e aperte-os, primeiramente, com as mãos. Em seguida, realize o aperto de todos os parafusos do cabeçote na sequência de aperto indicada com torque de 30Nm e, ao finalizar todos, retorne com aperto de mais 180° na mesma sequência de aperto com uma chave rígida.

Atenção: Não é necessário realizar reaperto dos parafusos do cabeçote do motor após reparos.A sequência de montagem é exatamente à inversa à da remoção antes realizada.