Vela resistiva: O que é e qual a sua utilidade

Por: Redação

Vela resistiva

Os veículos modernos são equipados com diversos equipamentos gerenciados por centrais eletrônicas. Estas centrais possuem processadores que realizam cálculos e determinam como serão realizadas as funções dos equipamentos, sujeitas à interferências, então entra o papel de uma vela resistiva.

Entenda agora porque a vela pode provocar interferências e como a vela resistiva reduz esta possibilidade.

Para que ocorra a faísca nas velas de ignição é preciso uma alta tensão, que irá saltar do eletrodo central para o aterramento. Quando a corrente também é alta, um campo eletrostático é criado, devido à dificuldade em fluir para o terra.

Segundo a Lei de Ohm, a resistência é inversamente proporcional à corrente. Por exemplo, em um circuito de ignição, onde a tensão chega a 10 mil volts, a corrente é de 20 A e a resistência total é de 500 O. Se for instalada uma vela resistiva que possui 5 mil O, a tensão irá se manter em 10 mil V, porém a corrente irá cair para 2A.

Então, com a diminuição da corrente, também se reduz o campo eletrostático, que interfere nos sistemas eletroeletrônicos dos veículos, que nos modelos antigos eram bem menos complexos.

Mas quando são instalados rádios e equipamentos modernos, estes sofrem interferência e, nesses casos podem ser utilizados velas e cabos resistivos, claro, respeitando o grau térmico, altura e formato do eletrodo.

A vela resistiva, embora não apresente diferenças externas em relação às velas comuns, contém um resistor que normalmente é de 3 a 7,5 k (em alguns casos é de 1 a 2 k), inserido no eletrodo central.

Este resistor tem como objetivo reduzir os ruídos e interferências eletromagnéticas provocadas pelo sistema de ignição (RFI), e prolonga a vida útil dos eletrodos devido a redução do pico de corrente capacitiva.

Esta interferência é extremamente prejudicial, principalmente nos veículos atuais que possuem diversos sistemas eletrônicos, como:

  • Injeção eletrônica de combustível;
  • Câmbio automático (eletrônico);
  • Controle eletrônico de tração e estabilidade;
  • Sistema de air bag;
  • Rede CAN (abordaremos sobre Rede CAN em nossa próxima edição).

Aplicação:

10 kV = 500 O x 20 A =>
=> 10 kV = 5 kO x 2 A

Tags | |