Na garagem, no trabalho e no lazer, o amor pela Volkswagen

Andreas S. M. Wolfsohn faz parte de um seleto grupo de proprietários que possui uma das 1.500 unidades do “Fusca Série Ouro – Última Edição”

Por: Redação
Andreas-Wolfsohn-Fusca-Serie-Ouro-Ultima_Edicao

Andreas Wolfsohn e seu Fusca Série Ouro – Última Edição

“Em 1961, eu tinha 12 anos, quando meu pai chegou em casa pela primeira vez com um Fusca. Foi quando nasceu minha paixão por este modelo da Volkswagen. Ele trabalhava na empresa e presenciou a inauguração da fábrica pelo então presidente Juscelino Kubitschek, em 18 de novembro de 1959.” (foto).

Aos 16 anos, Andreas iniciou sua trajetória profissional como aprendiz mecânico na concessionária VW Marcas Famosas, em Santo Amaro. Em seguida foi para a Alemanha participar de um estágio na Volkswagen em Wolfsburg. Ficou por lá pouco mais de um ano e, quando retornou ao Brasil, ingressou na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo – SP, onde trabalhou por quase 34 anos, até sua aposentadoria em 2003.

Em 1969, durante o estágio que realizava na VW da Alemanha, comprou seu primeiro Fusca, azul, que tinha inclusive teto solar (sun roof). “Quando fui comprar o Fusca, o motor estava batendo, então consegui um bom desconto no preço. Fiz a troca de óleo, adicionei uma lata de lubrificante especial a base de MoS2 (Bissulfeto de Molibdênio) – especial para trabalhar em temperaturas extremas”. Andreas conta que em suas férias, pegou este Fusca e fez uma viagem de 10.000 km em 30 dias, partindo da Alemanha e passando por Grécia, Áustria, França, Itália, (extinta) Iugoslávia, Mônaco, e Bélgica. “O barulho do motor em ponto morto era tão alto que parecia uma máquina de costura”, brinca. “Eu mesmo fazia a manutenção dos meus Fuscas e quando vendi este exemplar azul ainda ganhei dinheiro.”, explica o sr. Wolfsohn.

Fusca_Serie_Ouro_vista_interna

Painel do Fusca Série Ouro de Andreas

Em paralelo ao emprego na VW, este apaixonado por Fuscas comparecia aos eventos relacionados ao modelo acompanhado de seu filho, que um dia resolveu vender algumas miniaturas de carros Volkswagen, o que fez muito sucesso.

Daí surgiu a idéia de, em 2002, abrir a Bug Point, localizada em um shopping de São Bernardo do Campo. A loja conta com centenas de produtos relacionados à marca: miniaturas colecionáveis, brinquedos, camisetas, relógios, pelúcias, objetos decorativos, entre outros itens. “Em minha coleção pessoal, já tive mais de 1.500 miniaturas de modelos VW”, afirma.

Atualmente, o carro que faz parte da família de Andreas e que será repassado para as futuras gerações é um Fusca 1996 Série Ouro – Última Edição, cor Vermelho Dakar Metálico, adquirido no dia 02 de julho de 1996, comprovado através da Nota Fiscal de Venda em nome do sortudo proprietário (a produção do Fusca no Brasil encerrou-se dia 30 do mesmo mês).

Para comemoração da sua última série de fabricação, foram produzidas as últimas 1.500 unidades, onde os compradores destes Fuscas tiveram seus nomes guardados em um “Livro de Ouro” da Volkswagen.

Um Fusca Série Ouro é facilmente identificado. Em seu exterior, a VW eliminou os frisos adesivos amarelos na lateral do carro e próximo ao para-lama dianteiro aplicou um adesivo exclusivo com o logotipo da série. Faróis de milha no para-choque, vidros verdes (75% transparente) com desembaçador traseiro completam o pacote.

Na parte interna super equipou esteticamente a versão com estofamentos em padrão da linha VW Atlanta, painel com fundo branco e volante diferenciado.

Esta foi a série final de gala do querido carrinho. “Este exemplar está exatamente como saiu da fábrica, com pouco mais de 38.000 km rodados. Acredito que foi o último Fusca fabricado na cor vermelha e está entre os 20 últimos produzidos antes do encerramento definitivo da sua produção no Brasil”, orgulha-se.

Para os Volksmaníacos: www.bugpoint.com.br