Volkswagen apresenta o novo Space Cross

Suspensão elevada e acabamento diferenciado são destaques do modelo

Por: Redação

A Volkswagen está lançando o Space Cross, a versão aventureira do SpaceFox, dentro do mesmo espírito das outras versões do gênero produzidas pela marca, a Saveiro Cross e o CrossFox.

Com suspensão elevada, o Space Cross foi criado para possibilitar o acesso com maior facilidade a caminhos não asfaltados, oferecendo simultaneamente os mesmos níveis de conforto e versatilidade que fizeram do sportvan SpaceFox um sucesso de mercado. O Space Cross é um carro extremamente agradável de dirigir, combinando agilidade e estabilidade, com excelente comportamento nas curvas.

Seguindo as tendências de estilo internacionais da marca Volkswagen, adotadas nos utilitários esportivos Touareg e Tiguan, o novo modelo mostra claramente seu caráter ousado sem cair no exagero decorativo.

Exterior e interior

A personalidade aventureira do Space Cross se manifesta no para-choque dianteiro, com a ampla abertura de ventilação com grade tipo colmeia, ladeada pelos dois grandes faróis auxiliares com dupla função (neblina e longo alcance).

Os elementos externos foram cuidadosamente estudados no túnel de vento para diminuir a resistência aerodinâmica e o ruído em alta velocidade.

Para marcar o lançamento do modelo, serão produzidas 200 unidades exclusivas na cor Vermelho Apple. A qualidade do acabamento interno é uma das características marcantes da marca Volkswagen, que fica evidente no SpaceFox. A seleção dos materiais utilizados e o cuidado com o acabamento se associam à funcionalidade, fruto de um cuidadoso projeto de ergonomia.

Estão disponíveis coluna de direção com ajuste de altura e profundidade e o pacote com volante multifuncional em couro, que, nos carros com transmissão I-Motion, pode incorporar comandos para troca de marchas (shift paddles).

Mudanças mecânicas

A suspensão do Space Cross foi elevada em 33 mm na dianteira e 35 mm na traseira, em comparação à do SpaceFox. Foram feitas alterações na geometria, nas mangas de eixo e na calibração da suspensão. Os pneus também são diferentes: 205/55 R15, em vez de 195/55 R15. Estas alterações moldaram o Space Cross para enfrentar caminhos fora do asfalto e ao mesmo tempo trazer conforto no trânsito urbano.

A estabilidade, outro ponto forte do modelo, é ressaltada pelas bitolas maiores. O Space Cross tem 1.448 mm na dianteira e 1.435 mm na traseira – acréscimo de 33 mm e de 23 mm, respectivamente, em comparação às do SpaceFox. Os freios também cresceram. O conjunto dianteiro traz discos de 280 mm (24 mm maiores), proporcionando um melhor “feeling” de freio. O resultado de todas essas mudanças é que o Space Cross tem ótimo comportamento nas curvas e é um carro muito agradável de dirigir.

Como ocorre com todos os modelos da Volkswagen, o desenvolvimento do Space Cross incluiu milhares de quilômetros de testes de rodagem percorridos em pistas, ruas e estradas, no Brasil e no exterior. Ao final de cada teste, os carros são totalmente desmontados e suas peças, examinadas para garantir o padrão de qualidade Volkswagen.

O novo modelo é equipado com o motor 1.6 VHT Total Flex que desenvolve 104 cv quando abastecido com etanol e 101 cv com gasolina. O conjunto mecânico conta, também, com a transmissão manual MQ200 de cinco velocidades, conhecida pela precisão e suavidade dos engates, além da resistência e da durabilidade.

Opcionalmente, o Space Cross pode receber a transmissão automatizada ASG (Automated Sequential Gearbox). Eliminando o pedal da embreagem, este sistema realiza trocas de marchas automaticamente ou a comando do motorista, de forma sequencial, pela alavanca no console ou por shift paddles localizados junto ao volante.

Por suas características, a transmissão automatizada mantém o bom desempenho do veículo nas acelerações e no consumo de combustível – vantagens que se somam ao custo, sensivelmente menor do que o dos câmbios automáticos tradicionais.

Na versão com câmbio manual, o novo Space Cross acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e tem velocidade máxima de 177 km/h, com etanol. Abastecido com gasolina, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 11,8 segundos e a velocidade máxima é de 175 km/h.

Com transmissão I-Motion, o Space Cross faz de 0 a 100 km/h em 12 segundos e chega a 177 km/h (com etanol). Com gasolina no tanque, os números são de 12,3 segundos e 175 km/h,