Sistema de Gestão garante economia de tempo e dinheiro na oficina

Softwares ajudam na administração e no bom atendimento ao cliente

Por: Redação

Sistema de gestão na oficina

Um programa informatizado implementado na oficina alavanca o trabalho administrativo e o atendimento ao cliente, gerando economia de tempo. Eles são como um grande banco de dados, que arquivam as informações de todo o gerenciamento da empresa.

Exigência no mercado, o ERP (Enterprise Resource Planning) ou SIGE (Sistemas Integrados de Gestão Empresarial), sigla usada em português, são sistemas de informação que integram todos os dados e processos de uma empresa em um único lugar.

Atualmente existem softwares no mercado que gerenciam todo o sistema de uma oficina, desburocratizando os serviços. Os sistemas tecnológicos podem ser usados em todos os setores, do atendimento, passando pelo estoque, departamento financeiro, pós-vendas, pesquisas, entre outras.

 O padrão de qualidade do IQA (Instituto de Qualidade Automotiva) determina que os centros automotivos possuam, mesmo que de tecnologia básica, esse tipo de sistema computadorizado. “Imagina só controlar fichas de estoque manualmente, por exemplo. É um processo demorado, que demanda uma série de burocracias e atrasa o atendimento. Por isso é preciso um sistema capaz de facilitar o trabalho”, explica José Palacio, auditor do IQA.

Um exemplo claro de como utilizar esse sistema de gestão eficiente é do maior interesse do cliente: o tempo do reparo. Se você utiliza um sistema de pré-ordem de serviço, o software já calcula o preço e o tempo esperado para a conclusão do serviço. Ou seja, os sistemas direcionam como administrar o tempo usado no reparo. Existem softwares mais simples, para ordem de serviço, por exemplo, até os mais sofisticados para gestões administrativas e financeiras.

Se por algum motivo o reparo passou do tempo previsto, com horas a mais, é sinal de que algo está errado dentro da oficina. O sistema também controla as horas gastas no conserto. Isso ajuda a comprovar o tempo usado no reparo e é honesto com o cliente, pois não se cobra a mais pelo serviço. “Ele ajuda a detectar onde está o erro para ser consertado de maneira correta, melhorando a qualidade do atendimento”, disse Palacio.

O sistema de gestão também auxilia no orçamento. A avaliação é imediata e sai com o do tipo de peça usada, se há disponibilidade em estoque, tempo de espera e de reparo. Eles são montados por módulos, divididos conforme as funções da oficina, como no estoque para evitar prejuízos com peças com baixo giro, por exemplo.

Também pode ser utilizado na administração, logística e controle das peças, planejamentos, cadastro de fornecedores, compras, emissão de notas fiscais, CRM, acompanhamento de vendas, relatórios, entre outros. Além disso, os sistemas auxiliam na qualidade de atendimento, inclusive com pesquisas de satisfação com os clientes.

Tags | |