Equipamentos de segurança: uso obrigatório

Por: Redação

Botas de biqueira de aço

O uso de equipamentos de segurança na oficina é obrigatório e previsto por lei. O investimento em um ambiente de trabalho seguro na oficina é importante, pois ele reflete na qualidade dos serviços prestados. Atualmente, a evolução da empresa depende de uma série de fatores, sendo uma delas a preocupação com a segurança nas áreas de trabalho, e também com relação à saúde dos funcionários.

A Norma Regulamentadora 6, prevista na portaria N.° 3.214, de 1978, do Ministério do Trabalho, determina que as empresas tenham obrigação de fornecer os equipamentos de EPI sem custo. É importante ressaltar que a entrega dos materiais deve ser feita ao funcionário mediante assinatura de documentos que comprovem o feito. “É uma maneira que o dono da oficina tem de estar coberto pela lei em casos de processos trabalhistas, afastamentos ou futuras multas, por exemplo”, alerta José Palácio, do IQA (Instituto de Qualidade Automotiva).

Além disso, o dono da oficina não pode se esquecer de investir em EPC (Equipamentos de Proteção Coletiva), que devem abranger toda empresa. “O uso do EPI é necessário quando o EPC não tem o comportamento esperado”, disse Palácio.

O IQA recomenda que as oficinas forneçam o material e façam o registro do fornecimento. Além disso, é importante que haja treinamentos e palestras que alertem sobre a importância do uso do EPI no ambiente de trabalho. Também é importante ficar de olho no C.A (Certificação de Aprovação) do equipamento. Se o produto não tiver o número de C.A impresso, não deve ser adquirido, pois o C.A é a garantia de aprovação no Ministério do Trabalho e Emprego.

A empresa pode e deve fazer advertências ao funcionário quando o uso do equipamento não é feito. “Deve-se fazer advertências verbais, por escrito e emitir suspensões”, disse Palácio. A falta do uso de equipamentos pode resultar ainda em demissões por justa causa.

Os itens usados para a segurança devem ser definidos por uma equipe de medicina do trabalho. Nas oficinas, os mais usados são as luvas, óculos, protetores de ouvido, aventais, máscaras, luvas químicas e botas com biqueira de aço. Além disso, é recomendado também que a oficina tenha extintores disponíveis e uma brigada de incêndio treinada.

A Peghasus Powered Motors, de São Paulo, é um exemplo. A oficina funciona há 12 anos e lá o uso dos equipamentos são obrigatórios. Na oficina estão afixados lembretes em todos os lugares, para que o funcionário não se esqueça da obrigatoriedade no uso dos EPIs. “Tudo o que entregamos ao mecânico foi assinado e está documentado. É uma garantia que temos na oficina”, disse o dono Silvio Ricardo Cândido.